daniel moveis
Animação Tiradentes

K

AGENDA CULTURAL DE TIRADENTES E REGIÃO

Confira a programação do Centro Cultural Yves Alves:

KMais informações: SESI Tiradentes - Centro Cultural Yves Alves Rua Direita, 168 - Centro, Tiradentes - MG - (32) 3355-1503 / 3355-1364 / 3355-1604


Inverno Cultural divulga atrações

 

A Fundação de Apoio à Universidade Federal de São João del-Rei (FAUF) e a UFSJ realizam a 30ª edição do Inverno Cultural, de 21 a 29 de julho em São João del-Rei/MG. A edição ocorre em nove bairros da cidade, dentre eles, Tijuco, Matosinhos, Dom Bosco e Centro. O festival abre espaço para novidades como residências em Artes Cênicas e ateliê livre para crianças, além de promover 43 oficinas e 63 eventos (seis debates, 13 espetáculos de Artes Cênicas, 15 shows, cinco exposições, dentre outras intervenções).

Destaques da programação

Primeiro dia (sábado, 21/7)
Às 20h, a efervescência da banda Red Maria promove um tributo à black music , passando pelo blues, jazz e soul.  Em seguida, Diego Moraes, finalista do reality show Ídolos e integrante da banda Não Recomendados, apresenta, às 22h, o seu primeiro disco autoral "ÉQueEuAndoDeÔnibus".

Segundo dia (domingo, 22/7)
A Praça da Biquinha, no Tijuco, recebe, às 19h, o espetáculo Ópera de Sabão , da companhia teatral Maria Cutia (BH), proporcionando uma viagem pela Era do Rádio em meio a uma trilha sonora original executada ao vivo pelos atores. No mesmo dia, mais dois shows agitam a noite de domingo em Matosinhos:  Boêmios de Ísis promovem, às 20h,  releituras do samba jazz, com o álbum "O Bebop do Nosso Samba". Em seguida, a banda SulSouth  traz o melhor da World Music, com Rock, Pop, Reggae, Funk e Folk presentes no álbum Rocket Ship.

Terceiro dia (segunda-feira, 23/7)
No dia 23, acontece, às 18h, no CEREM, a Conversa com os Poetas  Carlos Ávila e Taís Guimarães, que falam sobre o processo de criação poético e diversos assuntos relacionados ao mundo da poesia. A noite traz concerto de Ian Guest no Centro Cultural da UFSJ, com a obra autoral " Aventura de Lápis e Borracha - música popular camerística.  Para os amantes da literatura, às 21h, o Barteliê recebe mais uma edição da  Poesia com Cachaça :  com muito humor, várias pessoas recitam poemas curtos e irreverentes em que a cachaça é o personagem principal. 

Quarto dia (terça-feira, 24/7)
Das 17h30 às 19h, acontece a conferência Vozes da Comunidade e a Cultura Popular na Cidade , a qual discute a realidade dos grupos de Cultura Popular dentro do espaço urbano e sua comunicação com outras manifestações artísticas. Às 20h, no CTAN, a conferência Fixos e Fluxos: errâncias e nomadismo em territórios desconhecidos compartilhará pesquisas e referências que inspiram suas criações, apresentando procedimentos experimentados na residência, com foco em três ações desenvolvidas ao longo de sua trajetória. Às 20h, na Sala Preta do CTAN, entra em cena o espetáculo O Jardim das Cerejeiras , o qual, misturando o realismo e o simbolismo, retrata as mutações íntimas, familiares, sociais e políticas que movem a Rússia no início do século XX.   No mesmo horário,  Celso Moreira  apresentará, no Conservatório Estadual de Música, composições autorais, releituras de clássicos da música brasileira nos mais variados ritmos que transitam entre o samba, o choro e o jazz. O  evento literário O Sertão que Habita em Mim: causos, cordéis e poesia popular  completa a noite de terça-feira, às 21h, no Centro Cultural da UFSJ, levando o público para uma viagem pelo universo da literatura e imaginário populares brasileiros.

Quinto dia (quarta-feira, 25/7)
No dia 25, contações de histórias, poesias e palestras agitam a quarta-feira. Às 16h, no Centro Cultural UFSJ, acontece a Contação de Histórias Infantis - Foi Coisa de Saci , levando as crianças para um passeio pelos causos que permeiam a cultura brasileira. Às 18h30, no CEREM, ocorre a palestra Poema Sonoro: uma leitura tecnorrizomática da poesia . A apresentação do ensaio aberto Material Cassandra acontece às 19h na Sala Preta do CTAN, retratando a figura de Cassandra e a discussão do valor da palavra, dos acordos e da credibilidade nos dias atuais. No encerramento das atividades da quarta-feira, à meia-noite, em frente ao Cemitério do Carmo, acontece a inédita  Contação de Histórias de Assombração , em que o público poderá se deliciar com este universo fantástico de boas histórias e de muita imaginação.

Sexto dia (quinta-feira, 26/7)
No CTAN: às 19h, a conferência Figurinos em ação discute  a vivência performática de criação e ocupação artística. Os poetas ocupam o Centro Cultural da UFSJ, às 21h,   mostrando que lugar de poeta é no palco, nas galerias de arte e em todo lugar na sexta edição da Noite de Poesia (Des)Encontro (Des) Marcado.

Sétimo dia (sexta-feira, 27/7)
Na sexta-feira, dia 27 de julho, às 16h, a apresentação cênica  Fixos e Fluxos: errâncias e nomadismos em territórios desconhecidos percorre as ruas e praças da cidade, com saída do CEREM, apresentando os produtos gerados na residência artística e evocando as memórias inscritas na cidade mineira e no corpo de seus habitantes. No CTAN, às 21h,  o espetáculo Espectador em Cena  traz um grupo de espectadores - diversas Caras de São João- que assumem o protagonismo da peça.  Às 20h, À Rita abre o show da noite com diversos arranjos nos gêneros musicais brasileiros, como os das culturas latino-americana e africana, ao rock e pop. Em seguida, a banda mineira  Devise , classificada como representante da nova geração da música brasileira, sobe ao palco para fechar a noite com rock alternativo e britpop.

Oitavo dia (sábado, 28/7)
No sábado, dia 28, às 15h, Espetaclin , Paulinho Polika, une circo, dança e mágica em cenas curtas para crianças no Centro Cultural UFSJ . Na sala preta do CTAN, às 20h, o espetáculo Ser - experimento para tempos sombrios  apresenta a narrativa como lugar de resistência, insurgência e crítica. Logo em seguida, às 21h, o público interage com a companhia na conferência sobre o espetáculo. Também às 20h, Banda Los Kactus apresenta o seu show "Maria Fumaça", com um repertório composto por canções autorais e que apresenta releituras de canções brasileiras, inserindo elementos musicais da MPB e do Rock. E às 22h, show de rock com  Nove Zero Nove , banda destaque da cena carioca que já dividiu palcos com Sepultura, Raimundos, Dead Fish, dentre outras.

Último dia (domingo, 29/7)
O Cortejo e Roda de Jongo - Cultura Popular: uma experiência através da negritude  encerram as atividades do festival a partir das 16h no Centro Histórico, relembrando e cultivando  a memória do povo negro por meio e uma imersão em suas manifestações culturais.  A banda Pimenta de Macaco , formada pela comunidade UFSJ do Campus Sete Lagoas, sobe ao palco de Matosinhos às 20h. Para despedir da edição 2018, o show autoral De Corpo, Alma e Flow , de Tamara Franklin , destaque da música popular mineira, trazendo  as composições criadas ao longo de sua carreira, em uma miscelânea rítmica, entre a música negra e afro-brasileira às poesias imponentes do rap.

Exposições e mostras
Na programação, acontecem ainda cinco exposições: Diário Coletivo de Insignificâncias, Diário do Mar em Minas, Penso, logo, resisto, Paisagens das Vertentes e Reflexo, além de três mostras de Artes Visuais. Para mais informações, clique aqui.

Oficinas

O Inverno Cultural promove também oficinas em seis áreas temáticas: Arte-Educação , Artes Cênicas , Artes Visuais , Especiais , Literatura e Música . Com 43 atividades de formação de curta e média duração, o festival procura intensificar a democratização do acesso à produção de bens culturais. As inscrições gratuitas podem ser feitas pela Internet, através do endereço https://inverno-cultural.ufsj.edu.br , até o dia 16 deste mês.

Ao todo são 1.461 vagas para as oficinas, sendo que, destas, 60 são para Literatura, 225 para Artes Visuais, 279 para Artes Cênicas, 540 para Arte-Educação, 25 masterclasses de Músicas e 357 Especiais. O público infantil, a cada edição, ganha mais espaço dentro do evento: quase 70% das vagas são destinadas para  crianças entre 8 e 12 anos de idade, sendo destas 170 na área de Visuais, 45 Cênicas, 540 Arte-educação e 227 Especiais.

Para conferir a programação completa, clique aqui .


Agenda de concertos no Órgão da Matriz de Santo Antônio - Tiradentes

Exemplar do século XVIII, o órgão da Matriz foi encomendado em 1785 ao organeiro português Simão Fernandes Coutinho, na cidade do Porto. A Vila de São José do Rio das Mortes, nossa atual TAgenda de concertosiradentes, vivia a efervescência musical do período barroco e o órgão acompanharia a liturgia e as celebrações familiares. Restaurado agora de modo pleno, o órgão da Matriz de Santo Antônio é motivo de orgulho. Voltou a ser um dos centros da vida comunitária, religiosa, cultural e musical da cidade de Tiradentes. 

Toda essa história continua viva por causa do trabalho incansável da organista Elisa Freixo, responsável pela manutenção dos instrumentos.

 

 

PROGRAMAÇÃO DO MÊS DE JULHO:

05/07 - quinta-feira - 20h - Thiago Tavares


06/07 - sexta-feira  -20h - Elisa Freixo


12/07 - quinta-feira - 2 0h - Elisa Freixo


13/07 - sexta-feira  -17h45 - Concerto para crianças - 20h - Elisa Freixo

19/07 - quinta-feira - 20h - Maurício Freire (flauta) e  Elisa Freixo (órgão)


20/07 - sexta-feira  |
17h45 - Concerto para crianças
20h - Maurício Freire (flauta)  e  Elisa Freixo (órgão)

26/07 - quinta-feira - 20h - Elenis Guimarães (soprano)  e  Elisa Freixo (órgão)

27/07 - sexta-feira 
17h45 - Concerto para crianças
20h - Elenis Guimarães (soprano)  e  Elisa Freixo (órgão)


KMais informações:

Ingressos a partir de R$ 40,00 (inteira) e R$ 20 (meia)

Crianças a partir de 5 anos

Informações: (32) 98812-8512


Museu de Sant'Ana reune peças colecionadas pela empresária Angela Gutierrez

Acervo, com peças centenárias, reúne imagens da avó de Jesus. Sant'Ana é considerada a protetora dos lares e da família.

 

museu de santana inaugurado em tiradentesSant'Ana - a Mestra, que de acordo com a iconografia católica, é a mãe de Maria e avó do Menino Jesus, ganhou uma casa especial em Minas Gerais. O Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG), entregou na sexta-feira à população de Tiradentes, o Museu de Sant'Ana. O espaço dedicado às representações da santa em companhia de Maria, ainda menina, reúne quase 300 esculturas feitas entre os séculos XVII e XIX por artistas brasileiros.

As peças foram colecionadas pela empresária Angela Gutierrez ao longo de 40 anos e doadas no ato da inauguração ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A exemplo dos Museus do Oratório, em Ouro Preto, e de Artes e Ofícios, em Belo Horizonte, o novo museu ficará sob a gestão do ICFG.

De acordo com o diretor-superintendente do ICFG, Paulo de Tarso Barbosa Passos, o projeto do Museu de Sant"Ana é fruto de parceria da Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade, vinculada à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com o Instituto Cultural Flávio Gutierrez. As obras de restauração do prédio que sedia o museu foram financiadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio das leis de incentivo.

"Todo o projeto custou R$ 4,9 milhões, indo das obras mais básicas de restauração até a montagem da exposição, incluindo o aspecto museográfico. O museu foi instalado nas dependências da antiga cadeia de Tiradentes. O prédio que foi todo restaurado, mas manteve as características arquitetônica originais, ganhou, além das salas preparadas para receber a coleção, projeto completo de acessibilidade, incluindo elevador e o espaço Largo de Sant"Ana, aberto para convivência e adequado para recepção de eventos.

Durante as obras algumas surpresas aconteceram, como um calabouço que não constava da planta e foi descoberto. O espaço ganhou um projeto especial e iluminação para que passasse a integrar o arranjo museográfico. "Foi uma obra muito delicada, realizada em um prédio tombado com muito cuidado e acompanhamento do Iphan. Buscamos colocar o que existe de mais moderno, que facilitasse a visitação, mas sem agredir a singeleza das peças e da própria edificação", ressalta o diretor-superintendente.

KMais informações:

Localização: Rua Direita, 93 – Entrada pela Rua da Cadeia – Centro – Tiradentes/MG

Informações: (32) 3355-2798. / www.museudesantana.org.br
Horário de funcionamento: quarta a segunda-feira, de 10h às 19h
Preços: R$ 5,00 – inteira / meia entrada – R$2,50


Museu da Liturgia em Tiradentes
Museu da Liturgia em Tiradentes-MG
Interior do museu (foto Agência Minas)

A cidade de Tiradentes, Minas Gerais, inaugurou, dia 14 de abril, em , o Museu da Liturgia. Está instalado em um casarão do século 18 onde funcionava a antiga Casa Paroquial da Igreja de Santo Antônio.

O museu abriga e preserva um rico patrimônio religioso, composto por mais de 420 peças restauradas entre esculturas, pinturas, imagens, pratarias, objetos de madeira, mobiliário e roupas, até então dispersas por capelas de Tiradentes e que já se encontravam em avançado estado de deterioração.

Com recursos de R$ 8,5 milhões, investidos pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a fundo perdido, o Museu da Liturgia mostra o valor cultural, artístico e religioso dessas peças sacras históricas. O BNDES é o mantenedor do Museu pelos próximos dois anos.

Contatos:
Rua Jogo de Bola 15, Centro, Tiradentes-MG / Telefone: (32) 3355-1552 / E-mail: contato@museudaliturgia.com.br

Ingressos
A bilheteria está aberta de terça a domingo, das 10h às 16h. Os ingressos custam R$ 10,00, com meia entrada para estudantes.

O acesso é gratuito para os seguintes grupos:
- moradores de Tiradentes (mediante apresentação de comprovante de residência).
- grupos escolares da rede pública de Tiradentes e região circunvizinha (com agendamento prévio, de acordo com as orientações do programa educativo do Museu da Liturgia).
- crianças menores de cinco anos.

Funcionamento
Sexta: 13h às 16h30
Sábado: 10h às 16h30
Domingo: 10h às 13h
Feriados: 10h às 16h30


Museu Casa Padre Toledo:

Sobre o Museu Padre Toledo

K O casarão que abriga o Museu Padre Toledo foi recentemente restaurado para integrar o Campus Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) na cidade, o primeiro do gênero no Brasil.

O museu fica na casa setecentista do padre Carlos Correia de Toledo e Melo, que abrigou o primeiro encontro dos inconfidentes mineiros, em 1788. Trata-se de uma raridade em arquitetura civil, uma das poucas residências remanescentes do século 18 no país.

Foram cinco anos entre o projeto do restauro e a finalização, dois anos de obras e R$ 2 milhões investidos com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da UFMG, por meio da Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade.

Segundo o superintendente cultural da Fundação e professor da UFMG, Rodrigo Minelli, o objetivo é transformar o local em um polo de produção de conhecimento para reconstruir a história de vida de Toledo.

A restauração buscou reparar os danos causados pelo tempo e pelas utilidades que a casa teve depois que foi tomada pela Coroa Portuguesa. No lugar, já funcionaram a prefeitura, um teatro, cinema e seminário. O museu foi fundado no início da década de 1970 e conta, hoje, com um acervo heterogêneo de mais de 300 peças, de diversos períodos.

KMais informações:
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO MUSEU CASA PADRE TOLEDO:
TERÇA A SEXTA: 10h às 17h / SÁBADO: 10h às 16h30min / Domingo: 9h às 15h
(A bilheteria encerra o funcionamento meia hora antes do fechamento do museu)
VALORES DOS INGRESSOS:
R$10,00 inteira / R$5,00 meia*
Entrada gratuita para moradores de Tiradentes, Santa Cruz de Minas e São João del-Rei (com comprovante de residência), guias de turismo com identificação e crianças, de até 10 anos de idade, acompanhados dos pais.
* Válido para estudantes, professores, pessoas com deficiência e pessoas com idade igual ou superior a 60 anos de idade, com identificação.
AGENDAMENTO DE VISITAS ORIENTADAS
Fone: (32) 3355-1549
E-mail: educativomcpt@gmail.com
Site: http://educativocasapadretoledo.blogspot.com.br/
Facebook: www.facebook.com/EducativoMCPT
Instagram: @museupadretoledo
Aplicativo: app.vc/mcpt


Roteiro Narrado  
K
Uma das boas atrações para se conferir em Tiradentes é o espetáculo Roteiro Narrado, que acontece na Igreja Matriz de Santo Antônio.

Importante exemplar do barroco mineiro e tombado pelo Iphan, a Matriz reabriu para fiéis e visitantes no primeiro semestre de 2002. Estruturas e instalações foram modernizadas e componentes restaurados.

Datada do século 18 e edificada em homenagem a Santo Antônio, a igreja ganhou sistema luminotécnico que traz à luz cenas e imagens antes imperceptíveis .

O Roteiro Narrado conta a história da edificação desta que é a segunda igreja mais rica do Brasil, em quantidade de ouro. Narrado pelo ator Paulo Goulart, O espetáculo recebeu também o reforço de efeitos especiais de som e luz para explicar a história da matriz.

O significado dos elementos barrocos presentes na edificação, cuja fachada atual foi projetada por Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho - provavelmente o mais importante escultor brasileiro de todos os tempos - também é parte do roteiro histórico.

Horários do espetáculo:
Sexta-feira: 19:30h
Sábados: 20:30h
Domingos: 20:00h
Obs.: em dia de casamento na igreja o espetáculo não acontece.
Informações e apresentações especiais: (32) 3355-1238


Dica de passeio:

Museu da Moto de Tiradentes
K
Uma boa dica de passeio para quem vem a Tiradentes é o Museu da Moto, que proporciona uma incrível viagem, que começa em 1790 até os dias atuais. Apresentamos o primeiro veículo de duas rodas, o Celerífero, a interessante Draisiana, que completou seu bicentenário agora em junho/17 e a elegante Penny-farthing, de 1880. Chegamos então aos veículos de duas rodas com motor, portanto, as motocicleta.
Os visitantes podem continuar sua viagem pelas salas do Museu, apreciando a exposição de alguns modelos especiais, como por exemplo a FN Belga, de 1909, uma jovem senhora; a Salsbury, que além de rara é muito exótica ou então um exemplar assinado pelo designer francês, Philipe Starck e muitas e muitas curiosidades.



KLocalização:
Av. Gov. Israel Pinheiro, 35, Tiradentes - MG, Telefone : (31) 99798-1977

 

Museu do Automóvel
K
Outra boa dica de passeio é o Museu do Automóvel, localizado na estrada que liga a cidade histórica ao Vilarejo de Vitoriano Veloso, mais conhecido como Bichinho.
O museu oferece mais de 30 modelos em perfeito estado de conservação, desde as pinturas originais, acessórios de época, cores exuberantes, até bancos e painéis impecáveis. Confira!

Localização:
Sítio Pau D'Angu, Estrada Real Tiradentes, Bichinho, MG. Caixa Postal 50, CEP 36.325-000. Tel. 32 3799-8033.

 

 

 

 

 


K EXPOSIÇÕES

 

EXPOSIÇÕES  PERMANENTES EM  SÃO JOÃO DEL REI:

Memorial Cardeal Dom Lucas Moreira Neves, rua Getúlio Vargas, 52. De terça a sexta-feira, de 13 às 17h; sábados, domingos e feriados, de 9 às 13h, exposição permanente do acervo deixado pelo religioso, biblioteca, comendas, diplomas, medalhas, etc. Memorial Tancredo Neves, rua Padre José Maria Xavier, Centro, exposição permanente "Tancredo Neves - O homem e sua terra". Visitação, sexta-feira, de 8h às18h, sábados e domingos, de 9 às 19h.

 

KFonte: www. tiradentes.net


© 2006-2008 Tiradentes.Net - Todos os direitos reservados
Tiradentes Web: produção, hospedagem e divulgação de sites